Please use this identifier to cite or link to this item: https://rigeo.cprm.gov.br/handle/doc/18875
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorMARCUZZO, Francisco Fernando Noronha-
dc.contributor.authorMELO, Denise Christina de Rezende-
dc.contributor.authorROCHA, Hudson Moraes-
dc.date.accessioned2017-12-26T11:11:42Z-
dc.date.available2017-12-26T11:11:42Z-
dc.date.issued2011-
dc.identifier.citationMARCUZZO, Francisco Fernando Noronha; MELO, Denise C.R.; ROCHA, Hudson Moraes. Distribuição espaço-temporal e sazonalidade das chuvas no estado do Mato Grosso. Rev. Bras. de Recursos Hídricos, Porto Alegre, v. 16, n. 4, p. 157-167, out./dez. 2011.pt_BR
dc.identifier.issn2318-0331-
dc.identifier.urihttps://rigeo.cprm.gov.br/handle/doc/18875-
dc.description.abstractA análise do comportamento das chuvas se torna importante, uma vez que possibilita detectar tendências ou alterações no clima, em escalas locais ou regionais. O presente trabalho teve como objetivo analisar a variação espacial, temporal e sazonal da precipitação pluvial no estado do Mato Grosso. Utilizaram-se dados de 75 estações pluviométricas distribuídas no estado do Mato Grosso, com dados de 30 anos, de 1977 a 2006. Foram elaborados mapas de chuvas com o auxílio de isoietas e aplicado o cálculo do Índice de Anomalia de Chuva (IAC) para a classificação dos períodos secos e úmidos, de acordo com a média local, organizadas em médias temporais mensal, anual e sazonal da precipitação. O método de interpolação utilizado foi o Topo to Raster, na qual utiliza o método multi-grid simples para minimizar a equação em resoluções cada vez melhores, respeitando restrições dos elementos físicos que compõem a paisagem. Os resultados mostram que a distribuição pluviométrica no estado do Mato Grosso apresenta uma grande variação nos índices precipitados, sendo as localidades que situam no extremo noroeste e norte com os maiores valores de chuvas e as localidades situadas ao sul do estado com os menores índices pluviais. Na aplicação do IAC para o período de estudo pode-se verificar que há um maior número de anos secos que anos úmidos.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherABRHpt_BR
dc.rightsopenpt_BR
dc.subjectPRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICApt_BR
dc.subjectPLUVIOMETRIApt_BR
dc.subjectÍNDICE DE ANOMALIA DE CHUVApt_BR
dc.subjectMATO GROSSOpt_BR
dc.titleDistribuição espaço-temporal e sazonalidade das chuvas no estado do Mato Grossopt_BR
dc.typeArticlept_BR
dc.localPorto Alegrept_BR
dc.creator.affilliationCPRMpt_BR
dc.creator.affilliationUFGpt_BR
dc.subject.enRAINFALLpt_BR
dc.subject.enRAINFALL ANOMALY INDEXpt_BR
Appears in Collections:Artigos de Periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
sazonalidade_chuva_mt.pdfproducao cientifica1,03 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.